Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Last Days of Disco #3

por João Sousa, em 24.10.12

Eu sei que tenho um longo historial de críticas à era Disco, e mantenho-as. Mas também mantenho que não há uma única época musical em que a mediocridade/piroseira não convivam com a genialidade. O New Wave deu-nos Adam And The Ants - mas também nos deu Souvenir dos OMD. O Disco deu-nos, nem sei, tanta coisa horrenda - mas também nos deu Heart Of Glass dos Blondie:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:45

The Last Days of Disco #2

por João Sousa, em 24.10.12

Mas eu só gostava que alguém me explicasse isto: que absoluto mentecapto contrata a sra. Beckinsale para um filme e a põe a falar à americana? Que enormíssimo idiota. Deixem a sra. Kate falar com o seu sotaque, aquele delicioso sotaque que lhe parece deslizar dos lábios e me aquece, enquanto imagino devassidões para as quais estou certo ainda não terem sido inventadas palavras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:40

The Last Days of Disco [1998]

por João Sousa, em 24.10.12

É uma daquelas coincidências perfeitamente inócuas mas às quais eu acho piada. Num episódio de House, em que este ia ter um encontro com a Cameron e toda a gente lhe dava conselhos mais ou menos sinceros (e como os conselhos bem intencionados tendem a conduzir ao desastre!), ele diz ao Wilson (Robert Sean Leonard) para não o chatear mais pois já tinha tido outros encontros antes. Wilson respondeu-lhe que "Not ever since Disco died". E eis aqui Robert Sean Leonard, n'Os Últimos Dias Do Disco, a presenciar a sua morte.

 

 

Há um artifício que é usado com alguma regularidade na ficção: fazer coincidir um episódio marcante na vida das personagens com um ponto de viragem na História. Quando não é feito com talento e/ou subtileza, fica-me sempre a impressão de uma metáfora demasiado óbvia e forçada. Sou, no entanto, mais benevolente quando o contexto de fundo é a música. Talvez seja porque a música, e em particular o fenómeno pop, tende a marcar a sua época sendo, ao mesmo tempo, resultado dela.

 

Acho simpática esta ideia de os personagens estarem a entrar na vida adulta, deixando para trás a despreocupação da juventude, enquanto a música que os acompanhou, o Disco com a sua despreocupação hedonista, também se tornava uma outra coisa diferente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:36


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Pesquisar

Pesquisar no Blog